Power Rangers o filme – Análise do jogo do super nintendo

(TODO CONTEÚDO DESSE TEXTO PODE SER VISTO NO VÍDEO ACIMA)

Com o remake recente de power rangers, talvez alguns podem se perguntar de onde que veio tamanha tosqueira que mais parece capa de caixa de placa de vídeo. Nos anos 90, a empresa que processou o jogo brasileiro Chroma Squad, resolveu adaptar de forma tosca séries de super heróis japoneses, mudando totalmente o roteiro e colocando autores americanos (america fuck yeah). Sei lá por qual motivo, essa série fez bastante sucesso e até eu mesmo assistia o negócio, embora hoje em dia não entenda muito porque gostava. Como ganhar dinheiro apenas com a série de TV era pouco, inventaram um monte de produtos licenciados, inclusive um filme, que contava com os piores efeitos especiais que provavelmente você já viu em um longa metragem. Ao menos uma coisa maneira saiu dai, que foi o jogo baseado no filme que era baseado na série que por sua vez era adaptada de um seriado japonês. Pois é, uma confusão desgraçada que não te culpo se você não entender nada. Continue lendo

Momodora: Reverie under the moonlight – Análise do metroidvania brasileiro

(TODO CONTEÚDO DESSE TEXTO PODE SER VISTO NO VÍDEO ACIMA)
A série Momodora começou bastante influenciada pelo clássico indie Cave Story, semelhança essa que com o tempo foi ficando cada vez menos evidente até que o quarto episódio da série intitulado como “Momodora: Reverie Under the Moonlight” foi lançado, o jogo mais impressionante da série até então. Continue lendo

5 maiores erros da Nintendo

(TODO CONTEÚDO DESSE TEXTO PODE SER VISTO NO VÍDEO ACIMA)
Nenhuma empresa foi tão importante para a história dos videogames quanto a Nintendo, sempre trazendo inovações que depois seriam copiadas por outras empresas, como a direcional analógica do nintendo 64 que hoje em dia não tem controle de console que não tenha uma direcional desses. Talvez seu maior feito teria sido recuperar a indústria dos videogames do grande crash dos anos 80 e fazer uma base sólida para que nunca mais alguma empresa precisa enterrar milhares de cartuchos no deserto porque não venderam. Claro que uma companhia que trabalha com videogames durante tanto tempo, também cometeu erros graves, que de tão curiosos resolvi fazer uma lista deles. Continue lendo

Trajes Fatais – Jogo brasileiro de luta

(TODO CONTEÚDO DESSE TEXTO PODE SER VISTO NO VÍDEO ACIMA)

O gênero de jogos de luta já foi um dos mais populares. Depois do sucesso de Street Fighter 2 todo mundo queria fazer um jogo desse. Alguns eram excelentes e outros simplesmente lamentáveis. Com evolução dos consoles que rodavam esses jogos, mais possibilidades de fazer jogos cada vez mais complexos foram surgindo e com isso, o orçamento deles foi crescendo de forma assustadora, tanto que hoje em dia é mais trabalhoso fazer o jogo de luta 2D do que um 3D e mesmo os jogos 3D tem orçamentos gigantescos. Por consequência disso, na minha opinião, o gênero estagnou, já que muitas desenvolvedoras tinham medo de errar e muitos jogadores se cansaram, até que campeonatos como a EVO, mostraram que esse tipo de jogo ainda pode ser relevante e assim, os jogos de lutas reconquistaram o seu espaço no coração de alguns. No meio de tudo isso, um projeto de jogo brasileiro chamado Trajes Fatais está buscando seu lugar ao sol no meio de tantos títulos maiores. Continue lendo