Epic Games Store – Salvadora ou vilã?


(TODO CONTEÚDO DESSE TEXTO PODE SER VISTO NO VÍDEO ACIMA)
Houve uma época que jogar no computador estava muito atrelada a pirataria. Muitos títulos ficavam exclusivos para consoles justamente porque era muito mais cômodo piratear nos PCs do que comprar os jogos. Assim surgiu o Steam, uma loja que revolucionou e acabou monopolizando o mercado de venda de jogos no computador, pois além de serem fáceis de baixar, os jogos eram bastantes baratos, mas com o tempo, a plataforma de venda de jogos da Valve foi se acomodando, parou de desenvolver exclusivos atrativos, as promoções de temporada não são tão absurdamente baratas como antes, não respondem mais a comunidade e não ouvem mais os desenvolvedores indies. Vários concorrentes da Steam começaram a surgir, mas nenhum tão promissor quanto a Epic Games, que surgiu apenas para rodar jogos da empresa como o Fortnite, porém resolveu “peitar” a steam como plataforma viável para se jogar nos PCs, mas no lugar dos jogadores se empolgarem com um novo concorrente, muitos estão furiosos com o loja. Será que eles têm razão?

Praticidade

Um dos maiores argumentos para odiar a loja da Epic Games é que as pessoas acham mais prático ter todos os seus jogos em um lugar só ao invés de instalar outro aplicativo, pois todos os seus amigos já estão no steam, juntamente com outros jogos que você já comprou no passado. Eu acho esse o pior argumento para se odiar essa loja. Vamos lá, é só instalar outro ícone e jogar. Não vejo uma dificuldade muito grande nisso. A loja conta até com um recurso para você conectar ao steam para adicionar amigos de lá.

A loja não passa de um rascunho

A Epic Games Store é um rascunho do que ela pode ser. É simplesmente um lugar que você pode comprar os jogos e jogá-los. A loja não tem nada além disso.

Lembra quando surgiu as conquistas nos jogos lá no Xbox 360? Na loja da Epic não tem isso.

E o recurso de carrinho de compras para comprar mais de uma coisa de uma vez que existe em qualquer loja online desde a época da internet discada? Não existe, se quiser você vai ter que comprar um jogo por vez e se comprar muitos jogos ainda pode ter sua conta bloqueada para fazer novas compras, tendo que entrar em contato com o suporte da loja.

Tem fórum? Reviews? Posso enviar um jogo como presente para alguém? Não, não tem mais nada.

E o preço dos jogos? É adaptado de acordo com cada região? – Óbvio que não. Todos os preços são tabelados em dólar. Tem desenvolvedor que está comemorando isso, pois diz que a Steam não dá liberdade para ele escolher o preço em cada região, o que não é verdade, o criador do jogo pode escolher o valor do jogo em cada país, mas vai ter que fazer manual e só pensem um pouco: Jogo de 60 dólares multiplicado por 4 vai dar 240 reais, o preço que fica na loja da Epic por simplesmente fazer uma conversão simples de valores e não adaptar para a realidade de cada local do mundo. Boa sorte em tentar vender seu jogo em países de terceiro mundo com esses preços.

Eu nunca vi uma loja online tão incompleta desde sempre e não é atoa que as pessoas estão nervosas com a experiência em se jogar na Epic Games Store, pois não parece um lugar convidativo.

Melhor para o desenvolvedor

A Epic está prometendo fazer um loja que o desenvolvedor vai gostar de vender lá. Além de dar uma margem maior de lucro se comparado a Steam, prometeu dar a opção para o desenvolvedor desativar as reviews de usuário, isto é, se a desenvolvedora quiser, pode fugir dos ataques de pessoas negativando um jogo em protesto, o que muita gente chama de review bomb. Essa prática, no geral, prejudica até os consumidores, pois quando queremos comprar um jogo e olhamos as avaliações, não estamos interessados em nada além da qualidade do jogo, mas é normal coisas como, por exemplo, quando Borderlands 3 foi anunciado como exclusivo da Epic Games Store, as avaliações dos outros jogos da série na Steam foram negativados em protesto, atrapalhando quem apenas queria saber se os jogos eram bons. Por outro lado, o desenvolvedor pode esconder do consumidor que o jogo dele é simplesmente ruim. Sinceramente, mesmo com o perigo dos ataques organizados, eu acredito que é melhor tanto para o desenvolvedor honesto quanto para o consumidor sempre poder ver as avaliações do jogo.

Exclusivos

Para enfurecer ainda mais a comunidade de jogadores no computador, a loja começou a fazer contratos de exclusividade com jogos. Títulos como Borderlands 3, Journey e Heavy Rain vão vir para os computadores para serem vendidos apenas na loja da Epic, sem opção de comprar no Steam.

Imagina saber que um game que você tanto quer jogar vai para uma loja sem recurso nenhum? Pois é, eu também me revoltaria. No caso do Journey e do Heavy Rain, que antes eram exclusivos da Sony, eu acredito que se não fosse uma oferta da Epic, talvez eles não viessem para PC, mas no caso do Borderlands 3, foi uma exclusividade comprada depois que o jogo estava em produção, embora nesse caso seja apenas algo temporário e o jogo vai chegar normalmente ao Steam em 2020.

Eu penso o seguinte: Esse incômodo é vital para a loja da Epic ser competitiva. Por que outro motivo os jogadores iriam escolhê-la no lugar da Steam? Tá certo que lá já tem muita gente que joga Fortnite, mas a loja precisava de outros jogos menores que não consomem a vida das pessoas e que tem um final, fazendo você comprar outro jogo assim que finaliza o que estava jogando.

Ela poderia ter feito como a Valve e fazer os seus próprios exclusivos? Sim e provavelmente é o que ela está fazendo nesse momento, mas um jogo grande demora anos e ela precisava acabar com o monopólio da Valve agora. Claro que para essa transição ser mais fácil, bem que a loja da Epic poderia ter mais recursos, né?

Jogos de graça

Eu nem curto muito jogar Fortnite, mas o que me fez fazer uma conta na loja são os jogos de graça. Apesar da maioria ser indie, não são jogos ruins, muitos deles são bem aclamados. Não acho que isso vai durar muito tempo, mas enquanto estão dando os jogos, vale a pena pelo menos ativar para pensar se vai jogar depois.

Mas então a Epic vai destruir ou salvar os jogos no computador?

A tendência de toda e qualquer empresa é se acomodar quando não tem concorrência forte. A Steam tinha montado o seu império e ninguém nunca pensou que ela seria desafiada, por isso acho sim que a entrada da Epic no mercado traz mais coisas boas do que ruins.

Entretanto nunca devemos esquecer que a Epic não veio para salvar ninguém, acredito que se depender dela, a Steam acaba e ela reina soberana, o que dificilmente vai acontecer. A concorrência entre essas duas plataformas só vai fazer os serviços e preços melhorarem, e como já foi anunciado, a Epic tem planos para adicionar o que está faltando na sua loja, então acredito que é uma questão de tempo para que jogar no PC seja ainda mais vantajoso do que era antes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s