Crash do GBA vale a pena? – Crash Bandicoot – The Huge Adventure – Análise


(TODO CONTEÚDO DESSE TEXTO PODE SER VISTO NO VÍDEO ACIMA)
No tempo do Playstation 1, Crash era um dos mascotes mais populares. O jeito maluco do personagem combinado com controles simples, porém dificuldade acentuada, foram a receita para um dos maiores sucessos daquela geração, tendo 3 jogos da série principal no primeiro console da Sony. O que pouca gente sabe ou ignora é que o marsupial também teve alguns jogos originais para game boy advance, um trilogia que vale muito a pena jogar, estando entre os melhores jogos do portátil da Nintendo e tudo isso começou com Crash Bandicoot – The Huge Adventure.

O trabalho de portar Crash para game boy advance ficou a cargo da Vicarious Visions e esse seria o primeiro de muitos jogos que a empresa iria fazer dessa série. Muitos fãs dizem que tirando a própria criadora da série, a Vicarious Visions é a única que realmente entende como fazer um bom jogo do Crash, tanto que ela foi escolhida para fazer o remake da trilogia original do Marsupial, sendo a desenvolvedora do Crash Bandicoot N. Sane Trilogy, jogo esse que foi bastante aclamado tanto pela crítica quanto pelo público. Com esse pequeno título do Marsupial para Game Boy Advance, a empresa já mostrava que bastava dar uma chance que eles entregariam um bom jogo.

A trilogia Crash do Playstation 1 contava com algumas poucas partes com visão lateral, embora a maior parte do jogo tivesse visão tridimensional, com plataformas 3D. O que foi feito em Huge Adventure foi simplesmente inverter isso, pois apesar desse jogo do game boy advance ter alguns trechos que simulam perceptiva 3D, o foco aqui são as plataformas 2D. E isso deu certo? Sim e muito. Claro que por causa das limitações de fazer um game que seria armazenado em um cartucho, não puderam colocar uma variedade de cenários tão grande quanto nos antecessores do Playstation 1, mas existe sim muito fases, com diversas ideias diferentes, desde algumas com trechos em cima de uma montaria correndo de um monstro, outras com partes aquáticas e até voando pelos céus para combater as forças do vilão Cortex.

Sei que fases da água geralmente são aquelas que as pessoas mais odeiam, mas as de Huge Adventure são muito boas, pois você não afunda e os controles são bem precisos. As fases de montar em um bicho também são legais e tem um bom visual considerando as limitações do console, embora sejam um pouco frustrantes por não dar para ver a tempo os obstáculos, mas entendo que faz parte da dificuldade a qual eles querem entregar. Já os estágios de voo, eu acho que são os mais confusos, os inimigos parecem escapar muito facilmente dos tiros, mas todas essas mudanças da mecânica principal só contribuem para o jogo ficar mais viciante e variado.

Com o decorrer do jogo, Crash ganha novas habilidades, sendo que algumas delas não serão assim tão úteis, já que apenas o pulo duplo e a corrida realmente contribuem para a variedade no modo de jogar. São habilidades bastante manjadas, mas esse jogo no geral não quer reinventar nada, o trunfo dele é entregar algo que a gente conhece, mas muito bem implementado, pois todas as fases têm designs interessantes e desafiadores, me entretendo até o final. Bom, todas as fases menos uma, que fiquei travado sem saber como passar de um local que meu pulo não alcançava. Pelo que pesquisei, não sou o único que ficou travado na fase 16, então uma dica, agache primeiro que o pulo vai um pouco mais alto. É uma pequena mancha nesse jogo que falando assim parece que o game foi mal polido, mas tirando esse trecho, a dificuldade é bastante acertada por ser bem progressiva, com vários segmentos que usam os mesmos elementos, mas de maneiras totalmente diferentes.

Crash Bandicoot – The Huge Adventure é um excelente título do Game Boy Advance. Não é tão cultuado quanto outros jogos da série, mas não faz feio, valendo muito a pena ser jogado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s